top of page

Mães neurodivergentes

Maternidade atípica? As experiências de mães com TEA, TDAH e Savant


Por Patrícia Serrão e Leyberson Pedrosa / Rádio Agência - Agência Brasil



Dentro da Semana Mundial da Amamentação, a gente traz um episódio dedicado às mães neurodivergentes. Nossas protagonistas são mães diagnosticadas com um cérebro atípico depois de adultas, que falam sobre as dificuldades e diferenças do gestar, parir e amamentar de mães nada típicas.


Ana Rosa Aguiar e Taís Gollo e se somam à Alana Yaponirah, que já apareceu o episódio de abertura desta temporada, Raros e Nada Típicos. Juntas, elas protagonizam histórias de maternagem antes e depois do diagnóstico de uma neurodivergência.


Taís Gollo têm duas meninas, a Lis de oito anos, e da Beatriz, de dois. Foi somente após o nascimento de Lis que Taís teve o diagnóstico do Transtorno do Espectro Autista (TEA) e também de uma doença rara, a Síndrome de Ehrlers-Danlos Já a Ana Rosa Aguiar é psiquiatra e mãe da Liz, de 6 anos. Ela também é autista e tem Síndrome de Savant, uma doença rara neurocognitiva.





9 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page