top of page

Pedro Neschling fala sobre deficiência auditiva: "A sociedade tem que nos acolher"

Ator busca normalizar a inclusão nos diferentes âmbitos da sociedade


Por GHZ




O ator Pedro Neschling destacou a importância de falar publicamente sobre o tema da deficiência para diminuir os estigmas entre as pessoas.


— A gente vive em uma sociedade que tem muito preconceito com as pessoas com deficiência. Elas têm a tendência de achar que elas estão incapazes. Isso é muito problemático — disse o artista à Quem, em uma entrevista publicada nesta sexta-feira (26).


Atualmente com 41 anos de idade, o artista foi diagnosticado com uma deficiência auditiva aos 18. Ele estava afastado das telas e voltou para a TV Globo para compor o elenco da novela Renascer, onde ele interpreta o personagem Eriberto.


Desde do diagnóstico, o ator busca normalizar a inclusão e a presença de pessoas com deficiência nos diferentes ambientes da sociedade.


— Entender que não somos nós, pessoas com deficiência, que temos que nos adaptar à sociedade. A sociedade que tem que nos acolher e nos receber com as nossas características, com as nossas condições, que são todas muito diferentes uma da outra — disse Pedro.


Conforme Neschling, é preciso considerar que a deficiência é singular em cada pessoa. Além disso, ele reforçou a sua visão sobre a necessidade de trazer o tema à tona para mudar as visões capacitistas da sociedade.


— Para mim, é um alívio até poder falar sobre isso. A gente quer positivamente que as pessoas se aceitem e conversem com seus familiares E muitas vezes não querem se aceitar, não querem aceitar suas condições, não querem, às vezes, fazer uma audiometria para descobrir se tem ou não uma perda. Mas é muito importante falar, porque só falando que a gente compreende, elabora e evolui — finalizou o ator.



2 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page